Orlando Luz vence de virada ex-top 60 da ATP e avança no Challenger de Braga

Orlando Luz vence de virada ex-top 60 da ATP e avança no Challenger de Braga

Vice-campeão do M15 em Tabarka, na Tunísia, Orlando Luz quase não chega a tempo para a partida em Portugal por causa de atrasos nos vôos e uma mala perdida, mas vence e avança para as oitavas no Challenger de Braga.

Orlando Luz (Nike/Yonex/CBT) quase não teve tempo para curtir o título de duplas e o vice em simples no Future M15 em Tabarka, na Tunísia. O brasileiro conseguiu entrar na chave do Challenger de Braga, em Portugal e precisou passar por uma maratona inesperada para chegar a tempo de disputar a primeira rodada do Challenger, mas após muitos problemas, conseguiu a vitória sobre o português Gastão Elias de virada, parciais 1-6 6-2 e 6-1, avançando para a as oitavas.

Logo após a premiação no Future da Tunísia, Orlando precisava viajar o quanto antes para Portugal para chegar a tempo de descansar e treinar para a estreia no Challenger, mas a programação não saiu como o esperado. Pronto para embarcar às 15h pelo horário da Tunísia, a companhia aérea informou que o vôo estava 5 horas atrasado, além de acrescentar uma escala Madrid, o que prolongaria ainda mais a viagem.

“Foi bem complicado chegar aqui. A gente saiu ontem do hotel de Tabarka às 10h da manhã, foram duas horas e meia até Tunes de transporte e de lá o nosso voo para Madrid era às 15h, chegava às 23h30 ao Porto. Depois passou para as 20h e entretanto não tinham aeronaves suficientes, não sei o que aconteceu mas eles tiveram que mandar a gente para Barcelona e de lá para Madrid,” contou o tenista para o site português Raquetc.

Orlandinho continuou: “precisamos (Orlando e Rafael Matos, que viajava junto) jantar qualquer coisa no aeroporto e dormir no hotel da 1h30 às 4h30. Tivemos de comprar outra passagem e quando chegámos ao Porto eram 7h30 e a minha mala não chegou. Não entendi porque ela estava comigo, vi-a debaixo do avião, na pista, mas ela não veio”.

O brasileiro chegou no torneio duas horas antes do início da partida, sem roupa para jogar. Orlando pediu ajuda à organização do torneio, para que alguém conseguisse comprar para o jogador roupas da patrocinadora (Nike) enquanto ele aquecia para a partida. “Fui para o jogo, cansado, meio sem conseguir concentrar e um pouco nervoso por tudo o que aconteceu. Mas no final deu certo e ainda bem”, comemora o tenista após a vitória.

Nas oitavas, Orlandinho vai enfrentar o tenista belga Kimmer Coppejans, atual 187º no ranking ATP.

Orlando também está na chave de duplas do Challenger de Braga, ao lado de Rafael Matos. Os brasileiros venceram a dupla portuguesa formada por Fred Gil e Bernardo Saraiva em 2 sets, parciais 6-3 e 6-1.

Na próxima rodada, Orlandinho e Matos vão enfrentar a dupla vencedora da partida entre entre Martin Cuevas/Evgeny Karlovskiy e Benjamin Bonzi/Luis David Martinez.