Orlando Luz recebe convite para o Challenger de Campinas

Orlando Luz recebe wc para o Challenger de Campinas

Orlando Luz (Nike / Prince / Correios / Produza / Cabanha do Ouriço) recebeu convite para a chave principal do Campeonato Internacional de Tênis – Challenger de Campinas, que acontece de 01 a 09 de outubro nas quadras da Sociedade Hípica.

“Estou muito feliz com esse Wild Card. Poder estar com jogadores bons é uma grande experiência, vai ter quatro top 100, a gente sabe que todo challenger é duro, mas estes do Brasil nesta reta final do ano estão muito fortes e fico feliz por me darem esta chance de novo, que é de grande ajuda para nós que estamos começando”, falou Orlando Luz.

Challenger de Medellin

Orlando está em Medellin, na Colômbia, onde furou neste final de semana o qualificatório para a chave principal do Claro Open, conquistando vaga para a chave principal do Challenger.

Na primeira rodada da chave principal, enfrentou o campeão do Challenger de Santos, o argentino Renzo Olivo, número 102 do ranking da ATP, perdendo com parciais 6-4 4-6 6-3.

Renzo Olivo X Orlando Luz

A partida iniciou com os dois tenistas confirmando seus serviços com consistência. No 2-2, Orlando teve duas chances de quebrar o serviço do argentino, mas não conseguiu aproveitar. Renzo Olivo confirmou seu saque para fazer 5-4 e, na sequência, com duas ótimas devoluções e contando com um erro não-forçado do brasileiro, Olivo fechou o primeiro set com a quebra de saque.

Na segunda parcial, Olivo parecia cansado. Orlando Luz aproveitou o momento e logo abriu vantagem de 4-0. O argentino conseguiu se recuperar e se aproximar no placar, mas Orlando fechou a parcial em 6-4.

No terceiro set, Olivo conseguiu uma quebra de saque no início do set e administrou a diferença até o final da partida.

Assista a partida completa entre Orlando Luz e Renzo Olivo aqui:

Chave de Duplas

Orlando e Marcelo Zormann ficaram pelas quartas de final em Medellin na chave de duplas. Venceram na segunda-feira a partida contra os colombianos Daniel Galan e Sergio Luis Ramirez, com parciais 7-5 6-3. Nas quartas, Gonzalo Escobar, do Equador e Juan Ignacio Londero, da Argentina levaram a melhor, derrotando os brasileiros por 6-3 7-5.